SÃO PAULO - Respeitar as regras de trânsito e o próximo são condutas básicas para uma boa convivência no trânsito. Não fazer pelo outro o que você não quer para você é a regra número um para preservar a integridade física das pessoas, quando o motorista estiver trafegando.

Praticar a atitude certa pode evitar acidentes garantindo um trânsito mais organizado. Dar passagem pela esquerda, quando solicitada por outro veículo, não costurar no trânsito, respeitar o sinal amarelo e não fazer dele complemento do verde são princípios básicos que devem ser seguidos.

Bom senso Algumas atitudes devem partir do bom senso do motorista. Buzinar o tempo todo pode perturbar os que estão à volta e provocam sustos desnecessários.

Durante a noite, a placa traseira do veículos deverá estar iluminada, quando o carro estiver em movimento. Só é conveniente utilizar o farol alto em vias sem iluminação pública. As luzes externas do veículo devem ficar acesas ao amanhecer.

As regras de boa conduta incluem ainda não aceitar provocação de outro motorista, facilitar a passagem dos carros de bombeiros, ambulâncias e polícia, não dificultar a passagem de pedestres, principalmente crianças, pessoas idosas e portadoras de deficiência física e ultrapassar apenas pela esquerda.

Respeito pelos outros Calçada não é lugar de carro. Não estacionar nela incentiva o pedestre a usá-la cada vez mais. Para embarque ou desembarque de passageiros e cargas, pare junto ao meio-fio ou no acostamento para não atrapalhar os outros.

Quando passar em frente a uma escola, é necessário diminuir a velocidade, pois é comum sempre ter uma criança atravessando a rua.